Publicidades

04/07/2014 | 13:30 | Geral

Governo libera R$ 25 milhões para cidades atingidas pela chuva no RS

Valor será dividido entre a União e o Piratini a partir de segunda-feira (7)

Dilma Rousseff ouve reivindicações de representantes de prefeituras (Foto: Felipe Truda/G1)


Após inaugurar o Hospital da Restinga, na Zona Sul de Porto Alegre, a presidente Dilma Rousseff ainda participou nesta sexta-feira (4) de uma reunião com o governador Tarso Genro e prefeitos de municípios atingidos pela chuva no Rio Grande do Sul. Durante o encontro, foi definida a liberação de R$ 25 milhões em recursos para as áreas mais afetadas no estado, aporte que deve estar liberado entre segunda-feira (7) e terça (8).


Além da presidente e do governador, participaram do encontro os ministros da Integração Nacional, Francisco Teixeira; da Saúde, Arthur Chioro, e do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, além do secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Júnior, e de prefeitos de 13 cidades onde foram registrados alagamentos.


O valor será dividido entre a União e o Piratini, e deverá contemplar os primeiros gastos para medidas emergenciais. A verba não prevê, por exemplo, reconstrução de estradas prejudicadas. Para sacar o dinheiro, os prefeitos terão de realizar uma requisição oficial explicando as demandas e utilizar o cartão específico que possuem para casos de enchentes. A Federação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) pediu cerca de R$ 200 milhões.


"Precisamos imediatamente de recursos para financiar essas despesas. Precisamos atender a população agora para amenizar a situação, que é preocupante. Temos de utilizar a participação da Defesa Civil estadual, da Defesa Civil nacional, Ministério da Saúde e toda a operação de tratamento imediato, de intervenção, limpeza", enfatizou a presidente Dilma.


Até o momento, a Defesa Civil gaúcha contabilizou pelo menos 115 municípios atingidos pela chuva. Destes, 67 estão em situação de emergência e dois em estado de calamidade pública (Iraí e Barra do Guarita). São 15.670 pessoas afetadas, sendo cerca de 14 mil desalojados e 1,6 mil desabrigados. Veja a galeria de fotos dos transtornos causados pela chuva e cheia de rios.


Os prefeitos que participaram da reunião são Antonio Sartori (Campo Novo), Farelo Almeida (São Borja), Guerino Pedro Pisoni (Porto Mauá), Juliano Zuanazzi (Marcelino Ramos), Leo Miguell Weschenfelder (Porto Lucena), Luiz Carlos Folador (Candiota), Nilson Cortivo (Rodeio Bonito), Noli Aimi (Doutor Maurício Cardozo), Osmar Kuhn (Chiapetta), Paulo Sommer (Porto Xavier), Seger Luiz Menegaz (Tapejara), Vanice Helena Andrade de Matos (Porto de Vera Cruz) e Volmir Belski (Iraí).

Fonte: G1

Mais notícias desta categoria

07/04/2020 | 15:06

Juntos somos mais!

Publicidades


Mario Junior designer