Publicidades

15/07/2014 | 14:51 | Geral | Três de Maio

Sobrevivente da Boate Kiss volta a morar em Três de Maio

Cristina continua em tratamento, que deve se prolongar por mais alguns anos

Foto: Arquivo pessoal/Facebook


Após sobreviver ao incêndio na boate Kiss em janeiro de 2013 em Santa Maria e permanecer quatro meses no Hospital das Clínicas de Porto Alegre, a jovem Cristina Peiter, voltou a se dedicar aos estudos e concluiu o curso de Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Santa Maria nos dias 30 e 31 de agosto de 2013. Com o diploma conquistado, Cristina saiu em busca do primeiro emprego.


Ela ficou sabendo que a BRF tinha vaga para engenheiro florestal. Ela encaminhou o currículo e foi chamada para uma entrevista. Mas Cristina teve uma surpresa quando surgiu a oportunidade de voltar para a terra natal. “No dia da entrevista fiquei sabendo que a vaga era para a unidade de Três de Maio. Fiquei muito feliz porque gosto muito da minha cidade”, conta.


Cristina nasceu em Três de Maio, mas a família mudou-se para o município de Casca quando ela tinha um aninho e meio: No ano passado, em entrevista jornalista Alexandre de Souza da Rádio Colonial, ela havia dito, por telefone, que queria voltar a morar na cidade natal. E o retorno a Três de Maio é apenas mais uma das muitas conquistas que Cristina poderá comemorar ao longo da vida.


Agora, Cristina, que continua fazendo tratamento, está de volta à cidade onde moram seus avós e tios e exerce a mesma profissão do pai, Astor Peiter. Na mesma entrevista ela havia dito, também, que os pais sempre foram seus grandes exemplos de vida.


Assim como os demais sobreviventes do incêndio, Cristina continua em tratamento, que deve se prolongar por mais alguns anos com a realização de exames periódicos no Hospital das Clínicas em Porto Alegre.

Fonte: Alexandre de Souza

Mais notícias desta categoria

07/04/2020 | 15:06

Juntos somos mais!

Publicidades


Mario Junior designer