Publicidades

04/02/2019 | 22:51 | Esporte

Com gol de Moledo, Inter vence o Brasil-Pel e quebra sequência ruim no Gauchão

Colorado foi a sete pontos na tabela de classificação, em quinto lugar

Moledo marcou o gol colorado na partida no Beira-Rio - Fernando Gomes / Agencia RBS


O Inter, enfim, voltou a vencer. Sob olhares de Paolo Guerrero no Beira-Rio, a equipe fez 1 a 0 no Brasil, gol de Rodrigo Moledo. O resultado leva o time a quinto lugar no Gauchão, após cinco rodadas.


Ainda não foi dessa vez que jogadores pedidos por parte dos colorados começaram a partida. Zeca, Sarrafiore e Pedro Lucas sentaram no banco, enquanto Bruno foi o lateral-direito titular, o meio contou com Dourado e Edenilson como volantes, Nico, D'Alessandro e Neilton mais adiantados e Tréllez de centroavante. O Brasil teve um trio de meias defensivos, Sousa, Leandro Leite e Washington, uma dupla aberta pelos lados, Branquinho e Douglas Baggio, e Michel na frente.


A ideia do Inter era ter mais opções ofensivas, mas até os 14 minutos, o time de Pelotas conseguia conter o ímpeto colorado. Aos 15, a primeira grande jogada se transformou em três chances de gol. 


O lance começou com um passe de Neilton para Nico, quase na linha central. O uruguaio acionou Iago, que partia em velocidade pela esquerda. O lateral foi à linha de fundo e cruzou. Tréllez entrou rasgando pelo meio e concluiu de primeira, Carlos Eduardo se esticou e salvou para escanteio.


Na cobrança, a bola caiu do lado esquerdo, Cuesta apanhou o rebote e ergueu para a área. Desta vez, a rebatida ficou com D'Alessandro, que ajeitou com a direita e arrematou com a esquerda, no ângulo. O goleiro xavante voou e espalmou, a bola sobrou para Moledo empurrar para o gol vazio. O zagueiro, porém, estava impedido.


A partir daí, o Inter aumentou a pressão. Aos 17, em uma jogada pela esquerda, Nico passou de calcanhar, com enorme categoria, mas Tréllez não chegou e a bola cruzou a área, rasteira. Aos 20, Cuesta achou espaço no meio, conduziu e arriscou uma paulada, ao lado da trave.


Depois de muito insistir pela direita, o Inter achou espaços pela esquerda, onde Iago levava vantagem sobre a defesa adversária. Por esse lado, Edenilson penetrou na área e recebeu belo passe de Neilton. O chute do volante foi defendido por Carlos Eduardo. Também por ali, D'Alessandro lançou Iago, que ganhou da zaga e do goleiro, encobriu o camisa 1 e Tréllez chegou atrasado, possibilitando a Héverton salvar quase em cima da linha.


Os times voltaram do vestiário com escalações inalteradas. O que mudou foi a disposição em campo. D'Alessandro, para equilibrar as ações ofensivas, foi para o lado direito, juntar-se a Bruno e a Nico.


A solução encontrada deu resultado na medida em que encontrou espaços por lá. Mas nada de efetividade. 


Por isso, aos 12 minutos, Odair trocou de centroavantes: saiu Tréllez, entrou Pedro Lucas. O Brasil fez troca idêntica, com Daniel Cruz no lugar de Michel.


Pedro Lucas deu mais vida ao ataque do Inter, conseguindo fazer fluir a bola da defesa para frente, já que a essa altura nem isso ocorria. O Brasil, por sua vez, ganhava confiança. Quase achou um gol quando, após uma cobrança de falta, Bruno cortou para trás e a bola caiu em cima do travessão. Depois, em jogada pela direita, Douglas Baggio chegou centímetros atrasado.


Aos 20, percebendo a queda de rendimento, Odair promoveu a segunda troca: Sarrafiore por Neilton. Aos 24, Nico bateu e Carlos Eduardo salvou. Aos 27, a resposta xavante foi com Sousa, que chutou para fora, sozinho. 


Aos 30, o gol. Em falta na entrada da área, D'Alessandro carimbou a barreira. Dourado pegou o rebote e bateu cruzado, Carlos Eduardo atirou-se, mas não segurou e Moledo empurrou para a rede: 1 a 0.


Oito minutos mais tarde, veio a última substituição. Zeca, finalmente de volta, no lugar de Bruno. Aos 41, D'Alessandro achou Nico na área. O uruguaio driblou o zagueiro e rolou para Pedro Lucas, que encheu o pé. Leandro Camilo salvou milagrosamente.


A essa altura, Guerrero havia deixado o Beira-Rio. Talvez com um novo reserva: Pedro Lucas.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer