Publicidades

18/07/2019 | 05:36 | Esporte

Mário Machado recebe homenagem em Santa Cruz do Sul

Divulgação


Durante a Super 300, a maior competição de arrancada no prep (sem cola na pista) do Brasil, 150 nomes de expressão estadual e nacional da modalidade participaram em 12 categorias.


Entre tantas puxadas rápidas de carros modificados, chegando a 300 km/h em poucos metros, o público presente no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul presenciou no dia 7 de julho uma merecida homenagem ao piloto tresmaiense Mário Pires Machado, que aos 76 anos se transformou num ícone das pistas e referência para os mais novos. 


O locutor da prova anunciou que havia um problema com o Opala de Machado e pediu para ele parar o carro. Para surpresa do experiente piloto, tudo não passava de um brincadeira e serviu para que a Associação de Pilotos e Preparadores do Automobilismo de Santa Cruz do Sul, promotora do evento, fizesse a homenagem. 


Machado contou à Rádio Colonial que corre desde os anos 70 e que muita coisa mudou desde então. Hoje, o carro é todo preparado dentro da oficina com a utilização de tecnologia de ponta. Ao piloto, cabe apenas ajustes finais. 


Mesmo com todos os recursos tecnológicos, ele contou que o piloto precisa estar em boas condições físicas e psicológicas:


- Apesar de não ter mais as mesmas condições de quando tinha 30, 40, do momento em que é dado o sinal verde até a arrancada eu ainda faço em alta performance. É preciso conhecer as reações do carro. Qualquer mudança mecânica, ele se comporta de uma maneira diferente – explica Machado.

Fonte: Rádio Colonial

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer