Publicidades

27/08/2020 | 05:35 | Esporte

Grêmio vence o Caxias no Centenário e encaminha o tri do Gauchão

Com gols de Pepê e Everton, equipe de Renato pode até perder por um gol de diferença para conquistar a taça no domingo (30), na Arena

Porthus Junior / Agencia RBS


Depois de mais de 30 anos, o Grêmio está bem próximo de voltar a ser tricampeão do Gauchão. Na primeira partida da decisão do Estadual, o time de Renato Portaluppi venceu o Caxias por 2 a 0, gols de Pepê e Everton, e abriu vantagem na final. Na partida de volta, domingo (30), pode até perder por um gol, na Arena, que levantará o troféu regional pelo terceiro ano consecutivo.


Renato mandou a campo o que tinha de melhor: Geromel e Maicon, preservados contra o Vasco no final de semana, retornaram ao time. Victor Ferraz e David Braz substituíram os suspensos Orejuela e Kannemann. De resto, Matheus Henrique, Jean Pyerre, Alisson, Pepê e Isaque. No Caxias, Lacerda apostou em um trio ofensivo mais veloz, com Vinícius Baiano, Juninho Potiguar e Bruninho. 


A partida até começou acelerada. Já aos quatro minutos, o Caxias deu trabalho ao goleiro do Grêmio. Após uma cobrança de falta lateral, a zaga tricolor afastou parcialmente. Thiago Salles pegou o rebote da falta, girou em cima de Maicon e chutou. Vanderlei caiu para defender firme.


Para o time da casa, o problema foi que a resposta do Grêmio foi letal. Aos sete, Isaque fez jogada pelo lado direito, livrou-se da marcação e viu Pepê fazendo o movimento do atacante moderno. Saiu da esquerda e fechou para a área. Com categoria, dominou e bateu sem chances para Marcelo Pitol: 1 a 0.


O gol deu ainda mais tranquilidade ao Grêmio, que deixou o jogo no ritmo que desejava. Voltou a chutar a gol aos 19. A equipe trocou passes de primeira entre Jean Pyerre, Matheus Henrique e Cortez. O lateral errou o passe, mas Jean Pyerre recuperou e bateu. Pitol defendeu sem rebote. Imediatamente, o Caxias quase empatou. Após jogada pela direita, Ivan bateu de pé esquerdo e Vanderlei buscou no ângulo.


Sem correr riscos, o Grêmio tratou de segurar o resultado até o intervalo. Que demorou bem mais do que os 15 minutos protocolares. Uma queda de luz nos refletores do Centenário atrasou o recomeço da partida, que teria novidades nos donos da casa. Lacerda mandou a campo o centroavante Marcelo Campanholo, no lugar de Juninho Potiguar.


O atacante participou da primeira jogada do segundo tempo. Ivan ergueu a bola para a área, Bruninho dividiu com Cortez, Geromel tirou mal e Campanholo apanhou a sobra. Ele chutou, mas o capitão tricolor se atirou na frente da bola salvou. 


No minuto seguinte, um problema para Renato Portaluppi. Pepê, que já havia acusado dores musculares pouco antes do intervalo, voltou a sentir a parte posterior da coxa direita. Ele deitou no gramado e precisou ser substituído por Everton. 


O Caxias seguiu acelerado, equilibrando o jogo e fazendo um confronto de igual para igual com o Grêmio. Aos 15, essa igualdade quase se refletiu no placar. Geromel cometeu falta na esquerda. Ivan cobrou na direção do gol, Bruno Ré desviou de cabeça e venceu Vanderlei. O gol de empate, porém, foi anulado pelo VAR por impedimento do jogador do Caxias.


O Grêmio só conseguiu assustar Marcelo Pitol aos 22. Alisson cruzou da direita e encontrou Maicon livre na área. Mas o camisa 8 chutou mal, de pé esquerdo, facilitando para o goleiro da equipe da Serra.


Depois dessa oportunidade, o Caxias diminuiu o ritmo. Renato fez duas substituições: Isaque, lesionado, saiu para dar lugar a Thiago Neves, e Maicon deixou o campo, entrou Lucas Silva. 


Aos 32, o golpe fatal. Após cobrança de escanteio, a defesa do Caxias afastou parcialmente. Everton pegou o rebote e mandou de primeira, em curva, no ângulo. Golaço! 


Dali por diante, o time apenas administrou a vantagem e pavimentou o caminho para manter a escrita de erguer um troféu por ano desde 2016.


GAUCHÃO — FINAL (JOGO DE IDA) — 26/8/2020


CAXIAS (0)


Marcelo Pitol; Ivan, Laercio, Thiago Salles e Bruno Ré; Juliano e Carlos Alberto; Vinicius Baiano (Willian, 35'/2ºT), Diogo Oliveira e Juninho Potiguar (Marcelo Campanholo, int.); Bruninho. Técnico: Rafael Lacerda


GRÊMIO (2)


Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Cortez; Maicon (Lucas Silva, 28'/2ºT), Matheus Henrique; Alisson (Paulo Miranda, 37'/2ºT), Jean Pyerre (Robinho, 37'/2ºT), Pepê (Everton, 3'/2ºT); Isaque (Thiago Neves, 28'/2ºT). Técnico: Renato Portaluppi


GOLS: Pepê (G), aos sete do primeiro e Everton (G) aos 32 minutos do segundo tempo


CARTÕES AMARELOS: Carlos Alberto, Marcelo Pitol (C); David Braz, Victor Ferraz (G)


LOCAL: Estádio Centenário, Caxias do Sul


ARBITRAGEM: Jean Pierre Lima, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e André Bittencourt. VAR: Daniel Nobre Bins


PRÓXIMO JOGO


Gauchão — Final (jogo de volta)


Domingo — 30/8/2020 — 16h — Arena


Grêmio x Caxias

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer