Publicidades

02/09/2020 | 23:38 | Esporte

Com gols no final, Inter empata com o Palmeiras em São Paulo

Colorado abriu placar com Thiago Galhardo e equipe de Luxa igualou com Luiz Adriano

Ricardo Duarte / Internacional/Divulgação


O Inter empatou por 1 a 1 com o Palmeiras na noite desta quarta-feira (2), no Allianz Parque, em jogo no qual deixou escapar a vitória nos minutos finais. Com um time repleto de jovens, o Colorado abriu o placar aos 45 do segundo tempo com Thiago Galhardo, de pênalti, mas cedeu o empate logo depois com gol de Luiz Adriano. 


Com o resultado, o Inter vai a 16 pontos e mantém seis de vantagem para o Palmeiras. O próximo compromisso colorado será no domingo, às 16h, diante do Bahia no Beira-Rio.


Eduardo Coudet surpreendeu na escalação no Allianz Parque. Sem poder contar com dez jogadores do elenco, que sequer foram a São Paulo, o treinador argentino optou por deixar no banco nomes como Boschilia, Thiago Galhardo, Edenilson, Saravia e D’Alessandro. O Inter foi a campo tendo do meio para frente um time repleto de jovens e com apenas Patrick dos considerados titulares. Os garotos Johnny, Nonato e Sarrafiore, por exemplo, fizeram suas estreias no Brasileirão.


Mesmo com o time bastante modificado, o Inter manteve o seu padrão de jogo no habitual esquema 4-1-3-2 e iniciou o jogo buscando ser protagonista na capital paulista. Com marcação adiantada, o Colorado tentou forçar o erro do Palmeiras no campo de ataque e não foi pressionado em nenhum momento durante os primeiros 45 minutos.


Os goleiros não chegaram a trabalhar na primeira etapa, marcada pela intensa disputa de espaço no meio de campo. Foi nesse setor que os garotos Johnny e Praxedes mostraram bom futebol diante de um adversário que conta com nomes de qualidade, como o também jovem Patrick de Paula e os já experientes Bruno Henrique e Lucas Lima.


Sem ter acertado o gol de Weverton, o Inter finalizou cinco vezes no primeiro tempo. A mais perigosa foi a sua primeira no jogo, aos 13, quando Patrick tentou de bicicleta após cobrança de escanteio e mandou raspando a trave. Mandante, o Palmeiras teve apenas um chute a gol antes do intervalo. Aos 32, o lateral uruguaio Matías Viña arriscou de fora da área e mandou por cima em um chute perigoso.


Ainda que tenha surpreendido ao fazer um jogo equilibrado com o Palmeiras com tantos garotos no time, faltou ao Inter um maior poder ofensivo no primeiro tempo. Marcos Guilherme e Sarrafiore tentaram, mas tiveram pouco sucesso diante da defesa paulista. 


Mesmo com a boa atuação na primeira etapa, Praxedes foi o escolhido por Coudet para deixar o time para a entrada de Edenilson na volta do intervalo. No Palmeiras, Luxemburgo mandou a campo o atacante Rony no lugar do meio-campista Gabriel Menino. 


O Palmeiras começou o segundo tempo tentando pressionar, principalmente com as investidas de Rony, mas o Inter conseguiu manter o equilíbrio do jogo nos primeiros minutos. Aos 13, Coudet mandou mais dois titulares para o jogo. Thiago Galhardo e Boschilia entraram nos lugares de Marcos Guilherme e Patrick. 


Luxemburgo também usou seu banco, que tinha jogadores de bastante qualidade. O volante Ramires, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o atacante Willian foram chamados antes dos 30 minutos. 


O jogo equilibrado e de poucas chances deixou a emoção para o final. Aos 43, Gustavo Gómez tentou cortar cruzamento e acertou com o braço na bola. O árbitro Wilton Pereira Sampaio contou com ajuda do VAR para marcar o pênalti, que Thiago Galhardo converteu. 


O Inter, no entanto, não conseguiu comemorar muito. A bola mal saiu no meio-campo e o Palmeiras conseguiu o empate. O ex-colorado Luiz Adriano, de cabeça, finalizou sem chances para Lomba para decretar o 1 a 1.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer