Publicidades

08/09/2020 | 10:42 | Educação

''Este não é o momento, temos certeza disso'', afirma presidente do Cpers sobre retorno às aulas

Para Helenir Aguiar Schürer, retomada das atividades presenciais deveria ocorrer apenas se curva de contaminações estivesse diminuindo fortemente

Reprodução/Internet


Em entrevista ao Gaúcha Atualidade nesta terça-feira (8), na Rádio Gaúcha, a presidente do  Cpers-Sindicato, Helenir Aguiar Schürer, afirmou que o momento não é o ideal para o retorno às aulas presenciais no Estado. Para ela, a falta de estrutura e de equipamentos para a prevenção da contaminação pelo coronavírus são as principais justificativas.


— Este não é o momento, temos certeza disso. Me preocupa quando o governo diz que é uma decisão dos pais. Quando não tem garantia de contaminação, é fácil passar essa responsabilidade. As crianças serão as cobaias do governo — afirmou.


Conforme decreto publicado no último sábado (5) pelo Piratini, ficou determinado que as aulas na rede estadual voltam apenas a partir de 13 de outubro, começando pelo Ensino Médio e Técnico. Na rede particular, já podem começar antes.


Nesta terça-feira (8), escolinhas de Educação Infantil foram autorizadas a retomar atividades. Nove municípios do Estado estavam autorizados, pelas regras do distanciamento controlado, a receber alunos.


Helenir também salientou a necessidade de uma curva de contágio com diminuição mais significante do que a registrada atualmente. 


Ela acredita que a retomada das atividades somente poderia ser considerada se a curva se estagnasse durante um período de 30 dias e se todas as escolas recebessem estrutura e recursos como equipamentos de proteção (EPIs) para a prevenção.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer