Publicidades

08/09/2020 | 18:33 | Política

''Não roubei o tanto que esse aí roubou'', diz ex-prefeito de cidade do Piauí sobre o sucessor

José Maria Monção, do MDB, que já foi preso em operação da Polícia Federal, deu declaração durante convenção do partido no município de Cocal

Monção foi preso em 2009 e 2015 - reprodução


Durante a convenção do MDB de Cocal, no Piauí, um ex-prefeito da cidade afirmou, em discurso, que roubou menos do que o sucessor. A frase foi recebida entre risos e aplausos do público presente ao evento, no último domingo (6).


— Não é que Cocal seja o fim do mundo, mas com essa administração todos padecem —afirmou José Maria Monção. — Fui prefeito três vezes, sei do sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí roubou, não, tá entendendo? Esse é descarado, está afundando Cocal — disse, em referência ao atual prefeito, Rubens Vieira (PSDB).


Monção já foi preso em uma operação da Polícia Federal sob acusação de desviar recursos da educação, em 2009 — o esquema teria desviado mais de R$ 2,6 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Já em 2015, conforme o portal G1, foi detido novamente, por crimes de responsabilidade praticados no cargo de prefeito.


Em nota, a assessoria de Rubens Vieira repudiou o que chamou de discurso de ódio e acusações levianas feitas por Monção. Afirma ainda que o ex-prefeito tenta justificar suas ações expondo de "forma indevida" o atual chefe do Executivo de Cocal.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer