Publicidades

10/09/2020 | 21:23 | Esporte

Com dois gols de Galhardo, Inter vence o Ceará e se isola na liderança do Brasileirão

Atacante também disparou na artilharia do campeonato, com oito bolas na rede

Isadora Neumann / Agencia RBS


Com Thiago Galhardo mais uma vez decisivo, o Inter venceu Ceará por 2 a 0 na noite desta quinta-feira (10), no Beira-Rio, e se mantém na liderança isolada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro da competição marcou os dois gols da partida, um em cada tempo.


Com a vitória, o Inter chega a 20 pontos e mantém três de vantagem para Flamengo e São Paulo. O time gaúcho volta a campo no próximo domingo, às 18h, para enfrentar o Goiás, em Goiânia, no último compromisso pelo Brasileirão antes da retomada da Libertadores.


O técnico Eduardo Coudet manteve a estratégia de rodar o elenco para encarar o Ceará e sacou do time o volante Patrick, único jogador do meio para frente que havia sido titular em todas as primeiras oito partidas do Brasileirão. Com isso, Nonato ganhou um lugar no meio-campo, que também teve o garoto Johnny confirmado após ter sentido um desconforto diante do Bahia, no domingo. No ataque, a novidade foi a escalação de Peglow ao lado de Thiago Galhardo.


O jogo começou difícil e com sustos para o Inter no Beira-Rio. O primeiro foi clínico. Logo aos três minutos, após uma disputa com o zagueiro Tiago Pagnussat na área do Ceará, Thiago Galhardo caiu no campo e precisou ser atendido pelos médicos colorados. O artilheiro do Brasileirão, porém, logo voltou para a partida.


Na sequência, o Inter quase levou um gol. Após uma saída errada de Moisés sob a pressão do Ceará, a bola chegou ao centroavante Cléber, que finalizou rasteiro. O placar só não foi aberto porque Víctor Cuesta tirou quase em cima da linha quando Lomba já estava batido no lance. O começo negativo do Inter ainda teve mais problema médico. Aos 11, foi a vez de Peglow sentir lesão. O garoto não conseguiu seguir e Sarrafiore foi chamado para entrar na equipe em uma opção causou surpresa já que o argentino negocia sua saída para o Coritiba.


A estratégia do Ceará de bloquear as ações do Inter a partir de uma forte pressão na saída de bola teve sucesso durante meia-hora. Depois disso, o time colorado começou a romper as linhas de marcação e criou sua primeira oportunidade aos 32. Em cruzamento de Moisés, Galhardo cabeceou para fora. Logo depois, foi a vez de Sarrafiore arriscar da entrada da área. O goleiro Fernando Prass deu rebote e bola caiu nos pés de Nonato, que poderia ter dominado, mas optou por chutar de primeira e finalizou mal.


A melhora do Inter deu resultado. Aos 43, Edenilson pegou a sobra ao lado da área e fez uma linda jogada. Ele cruzou na medida para Thiago Galhardo, que desviou de carrinho para abrir o placar no Beira-Rio antes do intervalo.


Em desvantagem, o Ceará tentou adotar uma postura mais ofensiva na volta do segundo tempo. O Inter, no entanto, soube reagir a aproveitou os espaços deixados pelo alvinegro para criar cinco chances nos primeiros 15 minutos. Três delas muito claras. Em duas oportunidades, com Edenilson e Boschilia, o gol só não saiu graças a belas defesas de Fernando Prass. Galhardo também finalizou, mas acertou a rede pelo lado de fora.


Com o cronômetro chegando aos 20, Eduardo Coudet resolveu mexer na equipe. O uruguaio Abel Hernández e o meio-campista Patrick foram chamados para os lugares de Sarrafiore e Nonato. O Ceará respondeu com um velho conhecido do Beira-Rio. Rafael Sobis entrou na vaga de Cléber no mesmo momento que Lima foi chamado para o lugar de William Oliveira. 


Não deu tempo para a chamada lei do ex de Rafael Sobis. Aos 30, o Inter usou uma arma conhecida da equipe de Coudet. Boschilia pressionou o zagueiro Gabriel Lacerda e conseguiu o desarme na entrada da área alvinegra. Ele tocou para Thiago Galhardo, que que passou por Prass e mandou para o gol vazio para garantir a vitória colorada e a manutenção da liderança isolada do Brasileirão.

Fonte: Gaúcha ZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer