Publicidades

26/09/2020 | 21:09 | Esporte

Inter sai na frente, mas empata em 1 a 1 com o São Paulo pelo Brasileirão

Com o resultado no Beira-Rio, Colorado manteve segunda posição no campeonato

Mateus Bruxel / Agencia RBS


O Inter apenas empatou por 1 a 1 com o São Paulo na noite deste sábado (26), no Beira-Rio, em jogo válido pela 12ª rodada do Brasileirão. Embora tenha chegado ao seu terceiro jogo sem vitória na competição, o resultado não foi de todo ruim, já que a equipe jogou mais 30 minutos com um homem a menos pela expulsão de Zé Gabriel. Os gols da partida foram marcados por Thiago Galhardo, para o Colorado, e Luciano, para os paulistas.


Com o resultado, o Inter fica com 21 pontos e iguala com o Atlético-MG, que enfrenta o Grêmio ainda neste sábado. O Colorado agora volta as atenções para a Libertadores, onde fará o jogo decisivo com o América de Cali, na Colômbia, na próxima terça-feira. 


Mesmo tendo o compromisso contra o América de Cali já na terça-feira, o técnico Eduardo Coudet decidiu mandar a campo quase todos os titulares para enfrentar o São Paulo. Apenas o lateral-direito Saravia e o volante Rodrigo Lindoso foram preservados, iniciando no banco de reservas. A outra ausência entre os 11 do treinador argentino foi o volante Patrick por conta do desconforto muscular sofrido na derrota para o Fortaleza. Com isso, Marcos Guilherme ganhou um lugar ao lado de Edenilson e Boschilia na linha de três meias.


Embora tenham maneiras diferentes de atacar, Eduardo Coudet e Fernando Diniz são treinadores que têm em comum a ideia de sair jogando com bola no chão a partir da defesa. O que se viu no Beira-Rio desde os primeiros minutos foi um duelo de tentativa de imposição. Enquanto um time buscava sair jogando, o outro adiantava sua marcação para tentar a roubada. Assim, o Inter levou perigo pela primeira vez aos dois minutos. Após o desarme perto da área, Edenilson cruzou na medida para Thiago Galhardo, que cabeceou para defesa de Tiago Volpi. O lance, porém, foi invalidado por impedimento.


A disputa por espaço foi a marca do primeiro tempo no Beira-Rio, que teve bastante equilíbrio e o brilho dos artilheiros. Aos 19, após a subida da marcação colorada forçar o São Paulo a sair com chutão, Cuesta deu o passe Moisés, que cruzou na medida para Thiago Galhardo. Dessa vez, o goleador colorado cabeceou sem chances para Tiago Volpi: 1 a 0


O Inter nem teve tempo de comemorar muito a vantagem. Aos 24, em uma cobrança de falta pelo lado direito, Moisés, dessa vez, errou. Ele deixou Pablo fazer o desvio e Luciano foi mais rápido que Victor Cuesta para definir o lance com Lomba já caído no outro canto e empatar o jogo. Foi o quinto gol do atacante desde que chegou ao São Paulo na troca com o Grêmio por Everton.


Os dois times diminuíram o ritmo após os gols e a reta final do primeiro tempo foi de poucas jogadas perigosas. O Inter seguiu tentando atacar mais pelo lado esquerdo, mas Moisés não conseguiu repetir o secesso nos cruzamentos. Pela direita, Heitor ficou mais contido na marcação enquanto Marcos Guilherme foi figura nula durante a primeira etapa. 


Na volta do segundo tempo, o Inter levou logo dois sustos. Marcelo Lomba impediu a virada em dois lances antes dos cinco minutos. No primeiro, ele defendeu o chute cruzado de Tchê Tchê mandando a bola para escanteio. Na cobrança do corner, o zagueiro Diego ganhou pelo alto e testou firme para grande defesa do goleiro colorado. 


O Inter dava sinais de cansaço no jogo. Sem conseguir pressionar o São Paulo, o time também não sustentava a posse de bola. A situação ficou ainda pior aos 15 minutos, quando Zé Gabriel deu uma entrada forte em Igor Gomes e levou o vermelho direto. Para recompor a zaga, Eduardo Coudet chamou Rodrigo Moledo, que entrou no lugar de Marcos Guilherme.


Com 10, o Inter passou a sofrer para sustentar até mesmo o empate. Aos 20, Heitor fez uma falta em Igor Gomes na entrada da área. A sorte colorada foi que Daniel Alves acertou a barreira. Eduardo Coudet então tratou de fechar ainda mais o time. Aos 23, Rodrigo Lindoso entrou no lugar de Abel Hernández. Fernando Diniz tentou ganhar poder ofensivo e fez três trocas em sequência: Tréllez, Paulinho e Hernanes entraram na equipe, mas foi insuficiente.


A reta final do jogo teve o Inter posicionado em seu campo, com duas linhas de quatro bem próximas da área para fechar os espaços do São Paulo. Tão criticada em outros momentos, dessa vez a utilização de Lindoso ao lado de Musto serviu para Eduardo Coudet  conter a pressão do São Paulo. O empate, que antes do jogo era vista como ruim para o Inter, acabou sendo positivo pela expulsão de Zé Gabriel no começo do segundo tempo.

Fonte: GZH

Mais notícias desta categoria

Publicidades


Mario Junior designer